O Entorno do Distrito Federal tem expandido mais e mais a cada dia. Cidades que compõem a Área Metropolitana Integrada de Brasília têm se desenvolvido e conquistado a autossuficiência, como é o caso de Valparaíso de Goiás que, na próxima sexta-feira (15), completa 23 anos de independência político-administrativa. Apesar de existir desde 1959, o município goiano localizado ao sul do Distrito Federal ganhou maior destaque a partir da independência, o que possibilitou, em pouco mais de duas décadas, se tornar um importante centro econômico da região.

 Parte do crescimento e independência financeira de Valparaíso deve-se à chegada de grandes grupos do setor imobiliário na região. A construção de condomínios sustentáveis e de qualidade mudou o patamar do município. Hoje, a cidade hospeda brasilienses que optaram por deixar o centro da capital do país para encontrar conforto e uma vida saudável em casas construídas em Valparaíso de Goiás. O Residencial Botânico, construído há 40km de Brasília pelo GRUPO CAP e a Brasal Incorporações, é um dos principais exemplos de como a construção tem mudado e valorizado a cidade, como destaca o vice-presidente da instituição, o empresário Carlos Eduardo Pereira. “Só para se ter uma ideia, mesmo com a crise, até o fim do ano passado, o empreendimento conseguiu vender 85% dos lotes. Acreditamos que este resultado é resultado da nossa aposta de valorizar e preservar a natureza original da região”, destaca Carlos. Com a chegada do residencial, o GRUPO CAP já investiu mais de dois milhões de reais na cidade.

O Residencial Botânico foi construído de maneira sustentável, de modo a incentivar os futuros moradores a preservarem o meio ambiente. A manutenção da área verde natural fez com que o patamar habitacional da cidade ganhasse um novo valor, isso fez com que atraísse novos moradores e, consequentemente, valorizou a cidade, que ganhou novos comércios, shoppings e fez com que o governo começasse a elaborar novas políticas publicar para revitalizar a cidade e elevar mais ainda o potencial econômico dela. Atualmente o Residencial Botânico está concluindo a última etapa de vendas dos lotes. Para o setor imobiliário da região, o empreendimento se tornou modelo para as próximas construções. “Acreditamos que trouxemos uma nova visão de habitação para região de Valparaíso. Isso contribuiu para o crescimento da cidade, que aos poucos tem atraído novos investidores e proporcionado geração de empregos”, conclui o vice-presidente do GRUPO CAP.

 Sobre o Residencial Botânico – O Botânico, como o condomínio é conhecido, é um verdadeiro paraíso colado à Capital Federal, cercado por 278 mil m² de área verde, com infraestrutura de alto padrão, área de lazer, segurança 24 horas e localização privilegiada perto de tudo que os futuros moradores precisam.

Serviço:

http://www.gruposcap.com.br/